Novos currículos, novas abordagens, novas ferramentas, novos espaços. A Educação tem passado por um intenso processo de modificação, impulsionado pela tecnologia e por mudanças na sociedade. Nesse ambiente multifacetado, o novo e o antigo interagem e constroem outras possibilidades.

São novas arquiteturas que renovam a Educação sem destruir a sua principal vocação: a de ser um espaço de conhecimento, que valoriza a Ciência, mas que também estimula o olhar para a troca de experiências, a diversidade, a convivência, o respeito, a tolerância.

Esse ambiente de transformação, que reafirma o papel central do trabalho docente, coloca novos desafios para as professoras e para os professores.

É com a certeza de que as mudanças na Educação ganham sentido por seu poder transformador da sociedade que o SinproSP realiza a oitava edição do seu Congresso de Pesquisa em Educação.

DEPOIMENTOS

Dos Coordenadores

O Congresso

A organização das atividades escolares vinha passando por profundas mudanças em diversas dimensões que foram de certa forma ampliadas pela pandemia COVID-19. A geometria da sala de aula deixa de oferecer possibilidade unidirecional de transferência de informação em sentido único. Ela se transforma em uma multiplicidade de espaços e tempos da sala de aula, colocando em discussão até mesmo a sincronia dos processos de ensino-aprendizagem. Estes, por sua vez, passam a ser percebidos em sua complexidade, desde sua base neuronal no cérebro do indivíduo até esferas sociais mais amplas, percebendo a dimensão coletiva e social da construção do conhecimento. As pedagogias artesanais passam a conviver com plataformas de alta tecnologia, e estas oferecem ampla gama de possibilidades, inclusive de grande acessibilidade e baixo custo. O congresso reunirá especialistas das mais diversas áreas em sintonia com os grandes desafios contemporâneos globais da educação.

Nelio Bizzo
(USP/UNIFESP/UFABC)

A tecnologia está impactando todas as dimensões da vida humana, onde a inteligência artificial, as máquinas que aprendem e o big data estão presentes no nosso cotidiano. Com a educação não é diferente, mas muito além da inserção da tecnologia na nossa prática pedagógica, é imprescindível que foquemos no desenvolvimento das características que nos torna humanos, como a criatividade, curiosidade e sociabilidade. Para tanto, se faz necessário que coloquemos os estudantes como protagonistas do seu processo de aprendizagem e da construção do seu caminho, abrindo espaço para perguntas sobre as quais ainda não temos respostas. Que sejamos educadores apaixonados e determinados a apoiá-los nesta jornada e que, juntos, possamos aprender as melhores metodologias e estratégias para alcançar este objetivo. É com esse propósito que este congresso reúne profissionais experientes nas suas áreas de atuação para compartilhar suas idéias. Sejam bem-vindos.

Solange Giardino
(Consultora em tecnologia e inovação Coordenadora de Projetos no Colégio Arbos)